DEPUTADO ESTADUAL

ANDRÉ DO PRADO

Partido da República

Deputado André do Prado e prefeito Dieb Taha solicitam ampliação de ensino profissionalizante para Colina

No Centro Paula Souza, deputado André do Prado e diretora superintendente Laura Laganá reuniram-se para tratar de solicitação de Colina

No Centro Paula Souza, deputado André do Prado e diretora superintendente Laura Laganá reuniram-se para tratar de solicitação de Colina

Em agenda no Centro Paula Souza, nesta terça-feira (30), o deputado estadual André do Prado, acompanhado do prefeito de Colina, Dieb Taha, reuniu-se com a diretora-superintendente do Laura Laganá. Em pauta, um pedido para que seja ampliado o ensino técnico / profissionalizante.

O parlamentar destacou o potencial de Colina. “É uma forte economia regional que tem mercado em constante procura por mão de obra. Qualificar as pessoas estimula o aprendizado e impulsiona a economia”, afirmou.

O local conta com uma sala descentralizada mantida pelo CPS. A solicitação, intermediada pelo deputado a pedido do município, é para que seja analisada a possibilidade de ampliar esta formação.

“Como o deputado destacou, o mercado procura mão de obra preparada e nós queremos que as pessoas tenham mais opções para se qualificar por aqui”, comentou. O município já tem uma escola rural que é referência regional no ensino técnico para atividades no campo.

A diretora-superintendente afirmou que a solicitação será analisada pela direção do Centro Paula Souza. Além do prefeito, participaram a secretária municipal de Educação, Elizabete Milani Neme e o secretário municipal de Indústria, Renê Ângelo.

Deputado André do Prado: habilitado consórcio que vai operar balança da rodovia Mogi-Guararema

Em reunião com o superintendente do DER, Ricardo Volpi, o deputado André do Prado reforçou a necessidade da volta da operação da balança na SP-66

Em reunião com o superintendente do DER, Ricardo Volpi, o deputado André do Prado reforçou a necessidade da volta da operação da balança na SP-66

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER/SP) habilitou o consórcio VD Balanças SP para operar o lote 7 de balanças em rodovias estaduais que contempla, entre elas, a da Mogi-Guararema (SP-66). O deputado estadual André do Prado havia solicitado em reuniões com o superintendente do órgão, Ricardo Volpi, a retomada do funcionamento do serviço para ajudar a manter a boa qualidade da estrada após obras de modernização.

Há um período de recursos de cinco dias. Superada esta fase, a próxima etapa é a assinatura do contrato. Há expectativa, caso tudo transcorra com normalidade, é de que isso aconteça ainda em fevereiro. A partir disso, a estimativa do Estado, é de que o serviço seja retomado em um mês e meio, prazo necessário para que o consórcio contrate equipes e adquira aparelhos para o funcionamento.

Para o deputado André do Prado, o mais importante é que a via, modernizada nos últimos anos, seja preservada, bem como empregos sejam criados. “Este equipamento é importante para ajudar a manter a boa qualidade da pista. Com a operação da balança, muitos veículos pesados, que utilizavam a Mogi-Guararema como rota de escape da fiscalização em outras rodovias, vão ter que se adequar ao peso tolerado para as estradas. Além disso, a volta do serviço significa empregos”, comentou.

Em 2016, o parlamentar havia solicitado a prorrogação emergencial do contrato com a empresa anterior para que o serviço não fosse descontinuado e para que os trabalhadores não fossem demitidos. O DER/SP renovou. O último prazo acabou na metade do segundo semestre passado.

O valor apresentado pelo consórcio habilitado foi de R$ 5.096.577,36. O posto de pesagem da Índio Tibiriçá (SP-31), estrada que liga o Alto Tietê ao Grande ABC, também está na relação do lote 7.

 

Adamantina terá 45 moradias sociais, comemora deputado André do Prado

No Palácio dos Bandeirantes, deputado André do Prado e prefeito Márcio Cardim após assinatura de convênio para construção de 45 unidades habitacionais

No Palácio dos Bandeirantes, deputado André do Prado e prefeito Márcio Cardim após assinatura de convênio para construção de 45 unidades habitacionais

Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, o governador Geraldo Alckmin assinou, nesta segunda (29) convênio com o município de Adamantina para a construção de 45 unidades habitacionais sociais. O deputado André do Prado e o prefeito Márcio Cardim acompanharam o evento.

Para o parlamentar, a medida muda a história de vida de muitas pessoas. “Algumas destas famílias não tinham condições de adquirir a casa própria e com este incentivo terão facilidade de conseguir o seu lar. Algo que é tão desejado. Vai se tornar realidade”, disse após a assinatura. Os contemplados terão condições especiais de financiamento.

Ao todo, 34 municípios tiveram convênios firmados, um investimento de mais de R$ 86 milhões por meio do programa Casa Paulista e União (que destinará recursos do Minha Casa, Minha Vida por meio do Ministério das Cidades conforme o porte de cada cidade).

Para o prefeito, a cidade ganha bastante. “É mais qualidade de vida para as famílias e certeza da proteção de um teto próprio”, comentou.

O município apresenta e doa o terreno a receber o conjunto habitacional social. A expectativa  é de que, a partir do início das obras (que deve ocorrer em semanas), os trabalhos durem 18 meses.

Evento contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, secretário de Habitação, Rodrigo Garcia e ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

Deputado André do Prado e prefeito Vadico participam de cerimônia para assinatura de convênio para 21 moradias populares em Eldorado

Deputado André do Prado e prefeito Vadico conversam depois de assinatura de convênio para construção de 21 casas para Eldorado

Deputado André do Prado e prefeito Vadico conversam depois de assinatura de convênio para construção de 21 casas para Eldorado

O futuro reserva casa própria para 21 famílias de Eldorado, no Vale do Ribeira. A Prefeitura e o Governo do Estado firmaram convênio nesta segunda (29) para a construção das unidades habitacionais sociais no município. A cerimônia ocorreu no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, e contou com as participações do deputado estadual André do Prado e do prefeito Vadico, entre outras autoridades e lideranças.

O parlamentar explica que as obras são fundamentais para abater o déficit de moradias no local. “As unidades vão ajudar bastante Eldorado a resolver o problema da habitação. Com certeza, as novas casas vão mudar as vidas de muitas pessoas que poderão ter um lar”, comentou.

Ao todo, 34 municípios tiveram convênios firmados, um investimento de mais de R$ 86 milhões por meio do programa Casa Paulista e União (que destinará recursos do Minha Casa, Minha Vida por meio do Ministério das Cidades conforme o porte de cada cidade).

O prefeito destacou o empenho do deputado em ajudar Eldorado. “O deputado André é um parceiro da cidade e nos ajuda com várias demandas. Temos aqui mais uma conquista para a população. É mudança prática no dia a dia das pessoas, é a casa própria”, disse Vadico.

O município apresenta e doa o terreno a receber o conjunto habitacional social. A expectativa  é de que, a partir do início das obras (que deve ocorrer em semanas), os trabalhos durem 18 meses. Evento contou com as presenças do governador Geraldo Alckmin, secretário de Habitação, Rodrigo Garcia e ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

​Deputado André do Prado: 79 unidades habitacionais para Jacupiranga

 

Deputado André do Prado, prefeita Débora Volpini e vice-prefeito Leandro Volpini em solenidade no Palácio dos Bandeirantes

Deputado André do Prado, prefeita Débora Volpini e vice-prefeito Leandro Volpini em solenidade no Palácio dos Bandeirantes

O município de Jacupiranga terá 79 unidades habitacionais sociais. A confirmação ocorreu nesta segunda (29) com a assinatura de convênio com o Governo do Estado. O deputado estadual André do Prado, que ajudou a intermediar a conquista, acompanhou a prefeita Débora Volpini durante a solenidade realizada no Palácio dos Bandeirantes.

O parlamentar ressalta a segurança da casa própria. “Quando a pessoa tem o seu lar, a sua casa para ficar com a família, está mais protegid​a​. Alguns vivem de aluguel ou em situações de vulnerabilidade social. Isso vai ser resolvido. É a concretização de um pedido antigo do município”, afirmou. Os contemplados terão condições especiais de financiamento.

Ao todo, 34 municípios tiveram convênios firmados, um investimento de mais de R$ 86 milhões por meio d​o programa​

 Casa Paulista (do Governo do Estado)​ e União (que destinará recursos do Minha Casa, Minha Vida por meio do Ministério das Cidades conforme o porte de cada cidade).

Para a prefeita, o esforço valeu a pena. “Foi um esforço grande, mas que surtiu resultado. O deputado André é um parceiro de Jacupiranga e sempre nos ajudou. Com a questão da moradia popular não foi diferente”, disse.

O município apresenta e doa o terreno a receber o conjunto habitacional social. A expectativa  é de que, a partir do início das obras (que deve ocorrer em semanas), os trabalhos durem 18 meses. Evento contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, secretário de Habitação, Rodrigo Garcia e ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

Após intermediação do deputado André do Prado, Mombuca terá 76 unidades habitacionais

Deputado André do Prado, prefeita Maria Ruth Bellanga e vice-prefeito Palito conversam sobre casas populares depois de cerimônia no Palácio dos Bandeirantes

Deputado André do Prado, prefeita Maria Ruth Bellanga e vice-prefeito Palito conversam sobre casas populares depois de cerimônia no Palácio dos Bandeirantes

Setenta e seis famílias de Mombuca vão poder dizer que têm casa própria em breve. É que a Prefeitura e o Governo do Estado assinaram nesta segunda (29) convênio para obras das unidades habitacionais sociais que devem ser erguidas no local. O projeto foi viabilizado após intermediação do deputado estadual André do Prado junto à Secretaria de Habitação do Estado. A prefeita Maria Ruth Bellanga esteve no evento.

 Para o parlamentar, a medida muda a história de vida de muitas pessoas. “Algumas destas famílias não tinham condições de adquirir a casa própria e com este incentivo terão facilidade de conseguir o seu lar. Algo que é tão desejado. É um direito que precisa ser impulsionado pelo poder público”, disse após solenidade no Palácio dos Bandeirantes. Os contemplados terão condições especiais de financiamento.

 Ao todo, 34 municípios tiveram convênios firmados, um investimento de mais de R$ 86 milhões por meio da Casa Paulista e União (que destinará recursos do Minha Casa, Minha Vida por meio do Ministério das Cidades conforme o porte de cada cidade.

 Para a prefeita, a tão sonhada hora chegou. “Tantas e tantas famílias sonham com a casa própria e estamos aqui vendo este projeto começar a se tornar realidade. Quantas vidas vão ser mudadas a partir disso”, comentou.

 O município apresenta e doa o terreno a receber o conjunto habitacional social. A expectativa  é de que, a partir do início das obras (que deve ocorrer em semanas), os trabalhos durem 18 meses. Evento contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, secretário de Habitação, Rodrigo Garcia e ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

Deputados André do Prado e Marcio Alvino visitam obras de agência da Previdência Social, em Santa Isabel, que deve ser concluída até abril

Deputados André do Prado e Marcio Alvino acompanham obras da agência da Previdência Social de Santa Isabel

Deputados André do Prado e Marcio Alvino acompanham obras da agência da Previdência Social de Santa Isabel

A população de Santa Isabel vai contar com uma agência da Previdência Social ainda neste primeiro semestre. A unidade, que foi viabilizada após intermediações dos deputados (estadual) André do Prado e (federal) Marcio Alvino, tem entrega prevista para abril. Os parlamentares foram recebidos pela prefeita Fabia Porto ​em visita nesta sexta-feira (26)​.​

A facilidade de não precisar ir a outros municípios vai ser o principal ganho, avalia o deputado André do Prado. “Os trabalhadores, aposentados e pensionistas não vão mais precisar sair de Santa Isabel para resolver algum problema na Previdência. Sem a agência, eles precisam ir a Mogi das Cruzes ou Jacareí. São distâncias grandes. Com a inauguração, em abril, esse problema acaba”, comentou.

Um levantamento da PS mostra que 2/3 dos consumidores brasileiros costumam gastar após a liberação mensal dos benefícios. E os números de Arujá são relevantes. A cidade, que tem população estimada pelo IBGE em 86 mil pessoas, conta com 11 mil beneficiários que devem injetar R$ 18 milhões por mês à economia local.

​ ​Nesta visita, a gerente executiva do INSS de Guarulhos, Caroline Amery, e João Henrique Mourão, chefe de engenharia e patrimônio​ também acompanharam as autoridades. ​

Deputado André do Prado fala sobre a importância da obra

Deputado André do Prado fala sobre a importância da obra

A obra foi possível após liberação de emendas parlamentares de autoria do deputado federal Marcio Alvino. “Era impraticável que as pessoas precisassem se deslocar para tão longe para conseguir algum atendimento. Era uma solicitação antiga que vai ter uma resposta neste primeiro semestre”, afirmou.

A unidade de Santa Isabel fica na Rua Manoel Rodrigues Barbosa, altura do 575, na Vila Osíris.

Em Arujá, deputados André do Prado e Marcio Alvino acompanham início de obras da agência da Previdência Social

Deputado André do Prado participa de visita à futura agência da Previdência em Arujá, construída a partir de emenda parlamentar do deputado Marcio Alvino

Deputado André do Prado participa de visita à futura agência da Previdência em Arujá, construída a partir de emenda parlamentar do deputado Marcio Alvino

A expectativa é de que até setembro, a unidade da Previdência Social, em Arujá, esteja concluída. A obra, que vai custar R$ 1,6 milhão, teve início no último dia 4. Mais de 11 mil pessoas, que antes precisavam recorrer aos serviços das agências de Guarulhos e Mogi das Cruzes, devem ser beneficiados. A solenidade de início dos trabalhos contou com as presenças dos deputados (estadual) André do Prado) e (federal) Marcio Alvino, que liberou emendas parlamentares para viabilizar a construção, do prefeito José Luiz Monteiro, vereadores, secretários e de lideranças em geral.

A unidade da Previdência Social foi uma intermediação dos parlamentares e contou com o apoio do ex-prefeito de Arujá, Abel Larini. Sem o serviço, os moradores precisavam percorrer dezenas e dezenas de quilômetros em busca de atendimento nas cidades vizinhas. “Vai haver mais praticidade e rapidez no atendimento aos moradores de Arujá. Isso impacta de uma forma geral a economia local, já que as pessoas resolvem suas pendências pela cidade, recebem pela cidade e consomem pela cidade, o que fortalece a economia local”,disse.

Um levantamento da PS mostra que 2/3 dos consumidores brasileiros costumam gastar após a liberação mensal dos benefícios. E os números de Arujá são relevantes. A cidade, que tem população estimada pelo IBGE em 86 mil pessoas, conta com 11 mil beneficiários que devem injetar R$ 18 milhões por mês à economia local.

A obra foi possível após liberação de emendas parlamentares de autoria do deputado federal Marcio Alvino. “Era impraticável que as pessoas precisassem se deslocar para tão longe para conseguir algum atendimento. Era uma solicitação antiga que vai ter uma resposta ainda neste ano”, comentou.

O superintendente regional Sudeste I, José Carlos de Oliveira, comentou sobre o impacto de uma unidade da Previdência no local. “É possível desafogar as demais agências da região, que absorvem demandas que não são de suas áreas”, analisou.

O prédio terá 329 metros quadrados (m²) e ficará na esquina das ruas Albuquerque Lins com Carlos de Campos, na Vila Riman.

​Deputado André do Prado: definida empresa que fará obras no Aterrado, em Salesópolis

Deputado André do Prado e prefeito Vanderlon Gomes, de Salesópolis, participam de audiência com superintendente do DAEE, Ricardo Borsari

Deputado André do Prado e prefeito Vanderlon Gomes, de Salesópolis, participam de audiência com superintendente do DAEE, Ricardo Borsari

O Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (25 de janeiro) trouxe o nome da empresa que venceu a licitação para a recomposição do maciço no Aterrado de Salesópolis. A BMC Engenharia e Construção LTDA é quem fará os trabalhos. O prazo para conclusão das obras é de quatro meses após a assinatura do contrato. O pedido por melhorias foi apresentado pelo deputado estadual André do Prado ao Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

Para o parlamentar, a melhoria é necessária porque a via é bastante utilizada por moradores e pessoas que visitam Salesópolis aos finais de semana e em períodos de férias. “A recomposição do aterrado precisa ser feita para que não haja riscos à segurança das pessoas que passam por lá. A época de chuva deixa a região ainda mais vulnerável. É por isso que a notícia chega em boa hora”, disse.

Em reuniões com o superintendente do DAEE, Ricardo Borsari, o deputado André do Prado, acompanhado do prefeito Vanderlon Gomes, destacou a urgência destas melhorias.

O Aterrado cruza a represa da Ponte Nova, que integra o Sistema Produtor do Alto Tietê (Spat), responsável por abastecer boa parte das casas da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) com água potável.

O custo estimado da obra é de R$ 882 mil, de acordo com publicação do DOE. O prazo de quatro meses, que também foi divulgado pelo órgão de imprensa oficial, passa a valer a partir da assinatura do contrato entre o Estado e a empresa. A expectativa é de que isso possa ocorrer nas próximas semanas.

O prefeito de Salesópolis destacou o empenho do parlamentar para viabilizar a obra. “A intermediação do deputado André neste pedido foi essencial. É de conhecimento de todos o quanto o Aterrado precisa passar por melhorias, afinal, ali é o acesso mais prático para várias e várias famílias da cidade. Sem a via, as pessoas vão precisar andar muitos e muitos quilômetros para ter acesso a serviços de saúde e transportes”, comentou.​

Mais 96 famílias de Olímpia (SP) têm casa própria após intermediação do deputado estadual André do Prado

Imóveis, solicitados pelo deputado André do Prado, serão destinados para quem vivia de aluguel, morava em áreas de risco ou vulnerabilidade social

Imóveis, solicitados pelo deputado André do Prado, serão destinados para quem vivia de aluguel, morava em áreas de risco ou vulnerabilidade social

Mais 96 unidades habitacionais do programa Morar Bem, Viver Melhor, da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano de São Paulo (CDHU), foram entregues nesta sexta-feira (19), em Olímpia, no interior do Estado. O pedido para que os imóveis fossem construídos foi apresentado à Secretaria de Habitação pelo deputado estadual André do Prado.

Os imóveis ficam no Distrito de Baguaçú. Em agendas pela Secretaria e pelo Palácio dos Bandeirantes, o deputado apresentou as solicitações pelas moradias populares. Em dezembro de 2016, as primeiras 94 unidades foram entregues. Para André do Prado, a segurança da casa própria deve marcar a vida das 96 famílias que agora recebem as habitações. “A casa própria é a segurança para a família, a proteção, o lar que todos buscam. Várias dessas famílias tiveram dificuldades, algumas precisaram se sacrificar para pagar aluguel e não correr o risco de ficar na rua. A casa própria traz dignidade e tira delas uma preocupação das costas”, disse. Mais sete casas estão em fase final de construção e devem ser entregues nos próximos meses.

As casas são destinadas às famílias com renda salarial de até cinco salários. Houve prioridade na seleção para aqueles que pagavam aluguel e moravam em áreas de risco ou de vulnerabilidade social.

O ex-prefeito de Olímpia, Eugênio José Zuliani (Geninho), e o ex-vereador Dirceu Bertoco também acompanharam a resolução do pedido apresentado ao Estado.

As unidades habitacionais foram construídas com sistema de aquecimento solar, laje ou forro de PVC, azulejos na cozinha e no banheiro, revestimento de piso em todos os cômodos e pé direto ampliado para 2,6 metros. Na parte externa, as moradias têm cobertura na área de serviço, muro divisório entre os lotes e tratamento paisagístico. Cada unidade gerou, em média, três empregos durante as obras. O investimento total foi de mais de R$ 20 milhões.