DEPUTADO ESTADUAL

ANDRÉ DO PRADO

Partido da República

Deputado André do Prado participa de cerimônia de posse do novo secretário de Saúde, Marco Antonio Zago

Deputado André do Prado e secretário de Saúde, Marco Antonio Zago, após cerimônia de posse.

Deputado André do Prado e secretário de Saúde, Marco Antonio Zago, após cerimônia de posse.

O deputado estadual André do Prado participou, nesta terça-feira (24), da cerimônia de posse do novo secretário de Estado da Saúde, Marco Antonio Zago, que substitui o médico David Uip. A solenidade aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador Márcio França.

O parlamentar desejou sucesso ao novo secretário e, como membro da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, se colocou à disposição para ajudá-lo. “A área da saúde é muito complexa que exige ações rápidas para que destinar à população um atendimento de qualidade. Tenho certeza que o novo secretário tem total condições para que possa dar sequência ao trabalho executado pelo ex-secretário David Uip”, comentou.

 Na oportunidade, o deputado André do Prado agradeceu ao ex-secretário David Uip pelo trabalho executado a frente da pasta nos últimos quatro anos e sete meses. “O secretário David [Uip] fez uma excelente gestão, deixa um grande legado com 13 novos hospitais entregues à população e nove Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs), que ampliou a capacidade do Estado no atendimento de média e alta complexidade”, comentou.

Durante a gestão de Uip foram entregues diversos hospitais como, por exemplo, o Estadual de Suzano, no Alto Tietê, e o de Registro, no Vale do Ribeira, entre outros.  Os números da área são superlativos. O Estado de São Paulo contribui de forma expressiva para isso, realizando 40% do atendimento de media e alta complexidade, 40% de todos os transplantes de órgãos e mais de 30% das ressonâncias magnéticas e tomografias computadorizadas da rede pública brasileira. Por dia são 10,7 mil atendimentos ambulatoriais para pacientes que residem fora de São Paulo, segundo os registros oficiais do DataSUS.

O novo secretário de Saúde é médico e cientista e ocupou os cargos de professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), pró-reitor de Pesquisa e reitor da Universidade de São Paulo (USP). É membro da Academia Brasileira de Ciências e ex-presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Em cerimônia no DER, deputado André do Prado assiste a posse de novo secretário de Logística, Mário Mondolfo

Deputado André do Prado e prefeitos prestigiam a posse do novo secretário de Logística e Transportes, Mário Mondolfo

Deputado André do Prado e prefeitos prestigiam a posse do novo secretário de Logística e Transportes, Mário Mondolfo

Acompanhado de prefeitos e vereadores de diferentes partes do Estado, o deputado estadual André do Prado acompanhou a cerimônia que oficializou Mário Mondolfo como novo secretário de Logística e Transportes. O parlamentar destacou a capacidade e a experiência que o novo gestor tem.

A transmissão de posse do cargo ocorreu na sede do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/SP), na capital paulista. Mondolfo, convidado pelo governador Márcio França, substitui Laurence Casagrande Lourenço na função. Ele tem 40 anos de experiência no segmento de engenharia de infraestrutura de transportes e estava como diretor presidente da Valec, a empresa do Governo Federal responsável por construir e gerir ferrovias brasileiras.  O novo secretário também acumula passagens pela Companhia do Metropolitano (Metrô) e Artesp, além de diretor de engenharia no DER e gerente na Dersa entre os anos de 1988 a 2008.

Para o deputado André do Prado, a experiência de Mondolfo será de grande ajuda ao Estado de São Paulo. “O engenheiro Mário Mondolfo é um perfil técnico, de muita competência, que chega para dar continuidade aos bons trabalhos que a Secretaria de Logística de São Paulo desenvolvia. Há vários desafios pela frente porque o Brasil está num processo de retomada econômica e os investimentos em grandes obras, sobretudo que otimizem o transporte sobre trilhos, contribuem para o impulsionamento da economia e desenvolvimento do Estado”, analisou.

Sob a tutela de Mondolfo ficarão o DER, a Dersa, o Detran, Artesp, entre outros órgãos.

Estiveram na cerimônia de transmissão de cargo os prefeitos Adriano Leite (Guararema), Rodrigo Ashiuchi (Suzano), Mamoru Nakashima (Itaquaquecetuba), Ayres Scorsatto (Juquitiba), Gian Lopes (Poá), Dr. José Luiz Monteiro (Arujá) e Vanderlon Gomes (Salesópolis), o vice-prefeito de Poá, Marquinhos Indaiá; o vereador de Arujá, Abel Franco Larini; o ex-prefeito de Arujá, Abel Larini, entre outras lideranças.

Polo para Taubaté é tema de reunião entre deputado André do Prado, vereador Guará Filho e direção da Univesp

Deputado André do Prado após reunião com o diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, e com o vereador Guará Filho, de Taubaté.

Deputado André do Prado após reunião com o diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, e com o vereador Guará Filho, de Taubaté.

Em reunião na manhã desta quarta-feira (18 de abril), o deputado estadual André do Prado e o vereador de Taubaté, Guará Filho, trataram com o diretor administrativo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Ricardo Bocalon, a respeito da implantação de um polo da instituição na cidade. Até maio deve ser aberto o chamamento público para que a cidade formalize a intenção em receber a unidade.

O pedido de intermediação foi feito pelo vereador Guará ao deputado André depois de uma conversa sobre os pontos positivos que o projeto tem apresentado por diversas regiões do Estado. “O vereador pediu a minha ajuda nesta solicitação e apresentei à Univesp a intenção de Taubaté contar com um polo. É uma cidade com mais de 300 mil habitantes e que está localizada numa área de grande desenvolvimento tecnológico. A chegada dos cursos vai ajudar na formação de mão de obra capacitada e à altura das exigências do mercado”, comentou o parlamentar estadual.

São cinco cursos ofertados pela Univesp: Engenharias de Produção e Computação, Pedagogia, Licenciatura em Matemática e Tecnologia em Gestão Pública. Destes, Taubaté deverá contar com quatro, totalizando 200 vagas (já que cada turma é formada por 50 alunos). Os cursos e diplomas são certificados pela USP, Unicamp, Unesp e Fatec. A duração deles é semelhante dos tradicionais: engenharias (5 anos), licenciatura (4 anos) e tecnólogo (3 anos).

“É a primeira universidade 100% pública a chegar a Taubaté. É um momento histórico e de inovação na educação da nossa cidade e agradeço muito ao deputado estadual André do Prado por ajudar Taubaté a buscar esta conquista”, disse o vereador.

Durante a audiência, o deputado também solicitou um polo da Univesp para a cidade de Descalvado.

A partir de agora, as prefeituras devem ficar atentas ao período de chamamento público, que deve ser aberto em maio, para que formalizem a intenção de receber os polos.

Para a implantação da Univesp nas cidades, as prefeituras entram como parceiras do Governo do Estado. Elas cedem uma sala, com 50 computadores e um professor da rede municipal de ensino para que seja o gestor da unidade. Já o Estado disponibiliza o conteúdo das aulas, os professores e os materiais virtuais para que os alunos possam fazer as aulas. A cada 15 dias, os estudantes precisam comparecer ao polo para fazer atividades supervisionadas e provas.

Em visita a Santa Isabel, deputados André do Prado e Marcio Alvino acompanham início dos serviços de pavimentação da Rua Ismael Correa, no Jardim Eldorado

Deputados André do Prado e Marcio Alvino em visita por Santa Isabel

Deputados André do Prado e Marcio Alvino em visita a Santa Isabel

A pavimentação da Rua Ismael Correa, no Jardim Eldorado, teve início e foi marcada pela visita dos deputados (estadual) André do Prado e (federal) Marcio Alvino. Os parlamentares foram recebidos pelos vereadores Luiz Carlos Alves Dias (Luizão Arquiteto), Luiz Carlos do Espírito Santo (Luiz Caesa) e pelos secretários de Serviços Municipais, Rodrigo Butterby, e de Saúde, Cleber Vinicius Kerchner (Clebão do Posto).

O custo estimado da obra é de R$ 373 mil. Por meio de emenda parlamentar, o deputado estadual André do Prado destinou R$ 300 mil para a cidade como parte do trabalho em parceria que desenvolve com o deputado Marcio Alvino em busca de recursos à cidade. A Prefeitura entrou com uma contrapartida de R$ 73 mil.

“Em reunião com os moradores, me comprometi em conseguir recursos para que a rua fosse pavimentada. O asfalto traz mais segurança e conforto para as pessoas que não vão precisar mais conviver com os transtornos na via em dias de chuva”, comentou o deputado André do Prado.

Ao todo, 40 famílias devem ser beneficiadas com a pavimentação da Ismael. A estimativa é de que os serviços sejam concluídos em 60 dias.

A dona de casa Ivaneide da Silva, que mora no local, participou da reunião em que o parlamentar comprometeu-se em buscar apoio para pavimentar a via. “Agora o asfalto vai ser colocado mesmo, tem até as máquinas. Foi prometido e cumprido”, disse a mulher que, assim como os vizinhos, espera há anos pela melhoria que começa a se tornar realidade.

Entre as conquistas recentes do deputado André do Prado para Santa Isabel estão R$ 180 mil, em emenda parlamentar, para drenagem e pavimentação da Avenida Guarulhos, o anúncio de 50 moradias populares da CDHU e a abertura de um polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), entre outras.

Agência da Previdência Social

Ainda em visita por Santa Isabel, os deputados visitaram as obras da agência da Previdência Social, em construção no bairro Vila Osiris. O prédio está sendo construído por intermédio de emenda parlamentar do deputado Marcio, de R$ 1,6 milhão, destinado como parte do trabalho dos dois deputados.

“A agência vai fazer com que muitas pessoas, que precisavam ir a outras cidades do Alto Tietê ou até ao Vale do Paraíba, consigam resolver suas demandas previdenciárias na própria cidade sem gasto elevado e com rapidez”, comentou o parlamentar federal. 

Jacupiranga é aprovado como Município de Interesse Turísitico

Deputado André do Prado discursa em plenário a respeito dos benefícios da aprovação de Jacupiranga como MIT

Deputado André do Prado discursa em plenário a respeito dos benefícios da aprovação de Jacupiranga como MIT

Jacupiranga foi aprovado como Município de Interesse Turístico. Os deputados na Assembleia Legislativa aprovaram o projeto de Lei 1148/2017, que concede a cidade este título. Agora, o texto seguirá para a sanção do governador Márcio França, que deverá se manifestar em 15 dias úteis. 

O deputado André do Prado foi o autor do projeto de Lei que iniciou os tramites para que o município pudesse pleitear o título junto ao Governo do Estado. “Tive o privilégio e honra de ser o autor da iniciativa e tenho certeza, que será um marco para Jacupiranga, recebendo recursos e investimentos para investir em infraestrutura e benefícios para a população e nos atrativos locais. O turismo poderá gerar empregos e renda para a população, atraindo visitantes e fomentando a economia local e do Vale do Ribeira”, comentou o parlamentar.

O município tem diversos atrativos como: Salto do Rio Guaraú, Serra do Guaraú, Serra do Cadeado, Pedra do lençol, Cachoeiras e corredeiras, Parque Estadual de Jacupiranga, Igreja Matriz (restauração), Pedra do Cristal, Caminho dos Jesuítas, Cachoeira do Pitu, Morro do Talavasso, além das festas típicas como rodeios e festas juninas, além das tradições na cultura católica, como a ilustre Festa do Divino Espírito Santo e a Festa em Louvor a Nossa Senhora da Conceição, padroeira municipal.

Para o deputado, a classificação será fundamental para a cidade que propiciará melhorar os locais de visitação o que poderá ajudar no crescimento do turismo e melhorar a qualidade de vida da população. “Tenho certeza que será um marco para o município porque o tornará mais divulgado e conhecido”, completou.

Para conseguir se tornar de Interesse Turístico, o município atendeu a todos os requisitos estabelecidos pela Lei 1.261 de abril de 2015 estabelece condições e requisitos específicos para a classificação de Estâncias e de Municípios de Interesse Turístico, como: a elaboração de um Plano Diretor de Turismo, a ativação do Conselho de Turismo, levantamento dos potenciais de visitação da cidade, entre outros.

Para o deputado André do Prado, o turismo é a grande área da economia de movimentará Jacupiranga. “É um setor que vem crescendo, sobremaneira, e não tenho dúvidas que a cidade será muito beneficiada com este título, sendo divulgada em todo o Estado”, finalizou.

Deputado André do Prado e vereador de Ribeirão Pires tratam da implantação da Univesp no município

Deputado André do Prado, vereador Amaury Dias e secretário de Assuntos Estratégicos, João Mancuso Corinaldesi,se reúnem com o diretor administrativo da Univesp para buscar polo em Ribeirão Pires

Deputado André do Prado, vereador Amaury Dias e secretário de Assuntos Estratégicos, João Mancuso Corinaldesi,se reúnem com o diretor administrativo da Univesp para buscar polo em Ribeirão Pires

A implantação de um polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), em Ribeirão Pires, foi assunto tratado pelo deputado André do Prado, que estava acompanhado pelo vereador Amaury Dias e pelo secretário de Assuntos Estratégicos, João Mancuso Corinaldesi, com o  diretor administrativo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Ricardo Bocalon, para tratar sobre a implantação do polo no município.

O deputado André do Prado acredita que a Univesp é a oportunidade de oferecer aos jovens e a população de Ribeirão Pires a possibilidade de estudar em uma universidade pública. “Tenho me dedicado a apresentar a Univesp aos prefeitos e mandatários porque é uma bela oportunidade de oferecer à população a possibilidade de estudar e ter uma profissão. Dos municípios que apresentei no ano passado, as aulas tiveram início em fevereiro e foi um grande sucesso”, acrescentou o parlamentar

Durante a reunião, o vereador e o secretário aproveitaram para esclarecer dúvidas e conhecer mais sobre a instituição.

O diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, informou sobre os procedimentos necessários e os documentos pertinentes para que as cidades possam receber um polo da instituição. “Temos total interesse de ampliar e expandir os locais a fim de que as pessoas possam ter acesso aos cursos mais próximos de suas casas”, completou.

A Univesp é considerada a quarta universidade pública estadual (as outras são as universidades de São Paulo /USP, de Campinas / Unicamp e a do Estado de São Paulo / Unesp) e é voltada apenas para educação a distância por meio de plataformas digitais. A instituição está subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e já conta com diversos polos espalhados por cidades paulistas.

Para que o município possa ter o polo da Univesp deve oferecer uma estrutura simples como uma sala de aula para os encontros quinzenais, impressora, computadores e internet para que possa realizar provas, discussões em grupo, trabalhos orientados por tutores. Também poderão solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). 

Já os interessados em estudar na Univesp devem passar pelo vestibular, como nas universidades tradicionais, e após passar pelo processo seletivo.  Os cursos são totalmente gratuitos, e os alunos contarão com a assistência permanente de tutores.

Deputado André do Prado e prefeito de São Lourenço da Serra tratam da implantação de um polo da Univesp no município

Deputado André do Prado e prefeito Arizinho após reunião com o diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, para falar sobre polo da instituição em São Lourenço da Serra

Deputado André do Prado e prefeito Arizinho após reunião com o diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, para falar sobre polo da instituição em São Lourenço da Serra

A implantação de um polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), em São Lourenço da Serra, foi assunto tratado pelo deputado André do Prado, que estava acompanhado pelo prefeito Ary Antonio Despezzio Cintra – Arizinho, com o diretor administrativo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Ricardo Bocalon, para tratar sobre a implantação do polo no município.

O deputado André do Prado acredita que a Univesp é a oportunidade de oferecer aos jovens e a população de São Lourenço da Serra a possibilidade de estudar em uma universidade pública. “Tenho me dedicado a apresentar a Univesp aos prefeitos e mandatários porque é uma bela oportunidade de oferecer à população a possibilidade de estudar e ter uma profissão. Dos municípios que apresentei no ano passado, as aulas tiveram início em fevereiro e foi um grande sucesso”, acrescentou o parlamentar.

Durante a reunião, o prefeito Arizinho teve a oportunidade de conhecer sobre a instituição e como a Prefeitura pode ajudar para implantação de um polo no município.

O diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, informou sobre os procedimentos necessários e os documentos pertinentes para que as cidades possam receber um polo da instituição. “Temos total interesse de ampliar e expandir os locais a fim de que as pessoas possam ter acesso aos cursos mais próximos de suas casas”, completou.

A Univesp é considerada a quarta universidade pública estadual (as outras são as universidades de São Paulo /USP, de Campinas / Unicamp e a do Estado de São Paulo / Unesp) e é voltada apenas para educação a distância por meio de plataformas digitais. A instituição está subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e já conta com diversos polos espalhados por cidades paulistas.

Para que o município possa ter o polo da Univesp deve oferecer uma estrutura simples como uma sala de aula para os encontros quinzenais, impressora, computadores e internet para que possa realizar provas, discussões em grupo, trabalhos orientados por tutores. Também poderão solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). 

Já os interessados em estudar na Univesp devem passar pelo vestibular, como nas universidades tradicionais, e após passar pelo processo seletivo.  Os cursos são totalmente gratuitos, e os alunos contarão com a assistência permanente de tutores.

Pedido de Univesp para Monte Mor é apresentado pelo deputado André do Prado

Deputado André do Prado conversa com prefeito Thiago Assis e vereador Jesus Lopes a respeito de polo da Univesp na cidade

Deputado André do Prado conversa com prefeito Thiago Assis e vereador Jesus Lopes a respeito de polo da Univesp na cidade

O deputado André do Prado, acompanhado pelo prefeito de Monte Mor, Thiago Assis e o vereador Jesus Lopes, estiveram com o diretor administrativo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Ricardo Bocalon, para tratar sobre a implantação do polo no município.

O deputado André do Prado ressaltou que a Univesp é a oportunidade de oferecer aos jovens e a população de Monte Mor a possibilidade de estudar em uma universidade pública. Incentivador desta instituição, o parlamentar conseguiu a implantação em vários municípios do Estado.  “Tenho me dedicado a apresentar a Univesp aos prefeitos e mandatários porque é uma bela oportunidade de oferecer à população a possibilidade de estudar e ter uma profissão. Dos municípios que apresentei no ano passado, as aulas tiveram início em fevereiro e foi um grande sucesso”, acrescentou o parlamentar.

O prefeito Thiago Assis e o vereador Jesus Lopes ficaram entusiasmados com este programa e aproveitaram a oportunidade para esclarecer dúvidas de como funciona o polo e vão trabalhar para que a cidade seja contemplada.

O diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, informou sobre os procedimentos necessários e os documentos pertinentes para que as cidades possam receber um polo da instituição. “Temos total interesse de ampliar e expandir os locais a fim de que as pessoas possam ter acesso aos cursos mais próximos de suas casas”, completou.

A Univesp é considerada a quarta universidade pública estadual (as outras são as universidades de São Paulo /USP, de Campinas / Unicamp e a do Estado de São Paulo / Unesp) e é voltada apenas para educação a distância por meio de plataformas digitais. A instituição está subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e já conta com diversos polos espalhados por cidades paulistas.

Para que o município possa tornas-se polo da Univesp deve oferecer uma estrutura simples como uma sala de aula para os encontros quinzenais, impressora, computadores e internet para que possa realizarprovas, discussões em grupo, trabalhos orientados por tutores. Também poderão solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). 

Já os interessados em estudar na Univesp devem passar pelo vestibular, como nas universidades tradicionais, e após passar pelo processo seletivo.  Os cursos são totalmente gratuitos, e os alunos contarão com a assistência permanente de tutores.

Deputado André do Prado e prefeito Castelo buscam implantar polo da Univesp em Arandu

Deputado André do Prado e prefeito Castelo após reunião para tratar da implantação do polo da Univesp em Arandu

Deputado André do Prado e prefeito Castello após reunião para tratar da implantação do polo da Univesp em Arandu

Em reunião com o diretor administrativo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Ricardo Bocalon, o deputado André do Prado e o prefeito de Arandu, Luiz Carlos da Costa – Castello, trataram da implantação de um polo da instituição no município.

O deputado André do Prado ressaltou que a Univesp é a oportunidade de oferecer aos jovens e a população de Arandu a possibilidade de estudar em uma universidade pública. Incentivador desta instituição, o parlamentar conseguiu a implantação em vários municípios do Estado.  “Tenho me dedicado a apresentar a Univesp aos prefeitos e mandatários porque é uma bela oportunidade de oferecer à população a possibilidade de estudar e ter uma profissão. Dos municípios que apresentei no ano passado, as aulas tiveram início em fevereiro e foi um grande sucesso”, acrescentou o parlamentar.

O prefeito de Arandu, Luiz Carlos da Costa – Castello, informou que vai trabalhar para que o município possa oferecer à população cursos de graduação. “Será uma grande conquista para a cidade poder oferecer cursos de graduação, uma vez que as pessoas precisam sair do município para poder fazer uma faculdade”, disse o prefeito.

O diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, informou sobre os procedimentos necessários e os documentos pertinentes para que as cidades possam receber um polo da instituição. “Temos total interesse de ampliar e expandir os locais a fim de que as pessoas possam ter acesso aos cursos mais próximos de suas casas”, completou.

A Univesp é considerada a quarta universidade pública estadual (as outras são as universidades de São Paulo /USP, de Campinas / Unicamp e a do Estado de São Paulo / Unesp) e é voltada apenas para educação a distância por meio de plataformas digitais. A instituição está subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e já conta com diversos polos espalhados por cidades paulistas.

Para que o município possa ter um polo da Univesp deve oferecer uma estrutura simples como uma sala de aula para os encontros quinzenais, impressora, computadores e internet para que possa realizarprovas, discussões em grupo, trabalhos orientados por tutores. Também poderão solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). 

Já os interessados em estudar na Univesp devem passar pelo vestibular, como nas universidades tradicionais, e após passar pelo processo seletivo.  Os cursos são totalmente gratuitos, e os alunos contarão com a assistência permanente de tutores.

Deputado André do Prado trata da implantação de polos das Univesp para os municípios de Tremembé, Lagoinha, Piquete, Igaratá e Redenção da Serra junto ao Governo do Estado

Pedido do deputado André do Prado por polo à cidade de Tremembé foi apresentado em reunião, com o diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, e o prefeito Marcelo Vaqueli

Pedido do deputado André do Prado por polo à cidade de Tremembé foi apresentado em reunião, com o diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, e o prefeito Marcelo Vaqueli

Em reunião com o diretor administrativo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Ricardo Bocalon, o deputado André do Prado acompanhado pelos prefeitos: Marcelo Vaqueli (Tremembé), Zizo (Lagoinha), Teca Gouvêa (Piquete), Celso Paulau (Igaratá) e Ricardo Lobato (Redenção da Serra), tratou da implantação de polos da instituição nestes municípios do Vale do Paraíba. Os vereadores de Piquete, Mario Santana e Claudinei participaram da reunião.

O deputado André do Prado ressaltou que a Univesp é a oportunidade de oferecer aos jovens e a população destes municípios a possibilidade de estudar em uma universidade pública. Incentivador desta instituição, o parlamentar conseguiu a implantação em vários municípios do Estado.  “Tenho me dedicado a apresentar a Univesp aos prefeitos e mandatários porque é uma bela oportunidade de oferecer à população a possibilidade de estudar e ter uma profissão. Dos municípios que apresentei no ano passado, as aulas tiveram início em fevereiro e foi um grande sucesso”, acrescentou o parlamentar.

O diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, informou sobre os procedimentos necessários e os documentos pertinentes para que as cidades possam receber um polo da instituição. “Temos total interesse de ampliar e expandir os locais a fim de que as pessoas possam ter acesso aos cursos mais próximos de suas casas”, completou.

A Univesp é considerada a quarta universidade pública estadual (as outras são as universidades de São Paulo /USP, de Campinas / Unicamp e a do Estado de São Paulo / Unesp) e é voltada apenas para educação a distância por meio de plataformas digitais. A instituição está subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e já conta com diversos polos espalhados por cidades paulistas.

Para que o município possa tornas-se polo da Univesp deve oferecer uma estrutura simples como uma sala de aula para os encontros quinzenais, impressora, computadores e internet para que possa realizarprovas, discussões em grupo, trabalhos orientados por tutores. Também poderão solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). 

Já os interessados em estudar na Univesp devem passar pelo vestibular, como nas universidades tradicionais, e após passar pelo processo seletivo.  Os cursos são totalmente gratuitos, e os alunos contarão com a assistência permanente de tutores.